Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

EEMU – Publicações

Publicado: Segunda, 30 de Julho de 2018, 17h18
Eficiência Energética na Mobilidade Urbana
Caderno Tecnico de Referencia Eficiencia Energetica na Mobilidade Urbana

Caderno Técnico de Referência: Eficiência Energética na Mobilidade Urbana

O CTR tem o objetivo de orientar profissionais, técnicos e gestores da área de transporte e mobilidade urbana das esferas públicas municipais, estaduais e federal, para o planejamento e a implantação de políticas, planos, projetos e ações que tenham como foco o aumento da eficiência energética na mobilidade urbana dos municípios brasileiros. Sendo assim, também é aplicável na atuação de outros órgãos do poder público, do setor privado e da sociedade civil envolvidos na gestão da mobilidade urbana. Além disso, este CTR tem como objetivos específicos contextualizar o conceito de Eficiência Energética na Mobilidade Urbana, apresentando sua definição e relevância para as cidades brasileiras.

Download: link

Resumo Executivo: link

 Estudo EEMU 1 Calculo e monitoramento da eficiencia energetica da mobilidade urbana

Estudo EEMU 1: Cálculo e monitoramento da eficiência energética da mobilidade urbana

O presente relatório tem como objetivo identificar as metodologias disponíveis para cálculo da eficiência energética da mobilidade urbana, definir os indicadores de eficiência energética (EE) e estabelecer os procedimentos de monitoramento dos indicadores da mobilidade urbana em geral. 
Deste modo, optou-se por desenvolver uma Revisão Bibliográfica Sistemática (RBS), complementada por uma pesquisa documental, com o objetivo de responder as seguintes questões de pesquisa: (1) Qual(is) a(s) melhor(es) e/ou mais apropriada(s) metodologia(s) para medição da Eficiência Energética na Mobilidade Urbana (EEMU) no Brasil? (2) Qual(is) a(s) melhor(es) e/ou mais apropriada(s) metodologia(s) para monitoramento da EEMU no Brasil? e (3) Quais os melhores indicadores de avaliação da gestão da mobilidade urbana?

Download: link

 Estudo EEMU 2 Avaliacao das acoes de gestao da mobilidade urbana

Estudo EEMU 2: Avaliação das ações de gestão da mobilidade urbana

O presente relatório tem como objetivo mostrar como realizar a seleção, avaliação e quantificação do impacto das ações de gestão da mobilidade urbana na eficiência energética (EE), bem como a escolha e/ou estabelecimento de metodologias para monitoramento da gestão da mobilidade urbana. Deste modo, procura-se responder, por meio deste relatório, as seguintes questões de pesquisa: (1) Qual medida/ação de gestão da mobilidade urbana tem efeito na EE (e/ou outros parâmetros) em quais contextos? (2) Quais os melhores indicadores de avaliação da gestão da mobilidade urbana?

Download: link

 Estudo EEMU 3 Aplicacao de metodologias nas cidades piloto

Estudo EEMU 3: Aplicação de metodologias nas cidades piloto

O presente relatório tem como objetivo a aplicação das metodologias para cálculo e monitoramento da EEMU nas cidades piloto do Projeto EEMU: Sorocaba - SP e Uberlândia - MG. Conclui-se, por meio de uma revisão bibliográfica sistemática, em conjunto com a pesquisa documental, que o método ideal para cálculo da EEMU no Brasil deve considerar a aplicação da abordagem bottom-up, utilizando um banco de dados locais para estimar o consumo de energia e o momento de transporte para, em seguida, avaliar a EEMU.

Download: link

Gestão do Sistema de Transporte Público Coletivo
 Caderno Tecnico de Referencia Gestao do Sistema de Transporte Publico Coletivo

Caderno Técnico de Referência: Gestão da Mobilidade Urbana no Brasil

O CTR Gestão do Sistema de Transporte Público Coletivo tem o objetivo principal de orientar e servir como ferramenta de apoio à decisão para gestores e técnicos do setor público quanto aos processos de licitação, concessão e gestão do transporte público coletivo. Para isso, o Caderno conta com orientações e discussão de melhores práticas fundamentadas em estudos de caso nacionais e internacionais, literatura técnica, instrumentos da Política Nacional de Mobilidade Urbana (PNMU) e outras normas jurídicas relacionadas.

Download: link

Resumo Executivo: link

 Estudo TPC 1 Politicas tarifarias no Brasil

Estudo TPC 1: Políticas tarifárias no Brasil

A política tarifária pode ser entendida como o conjunto de decisões do Poder Público no estabelecimento de uma estrutura tarifária para o transporte público coletivo, incluindo a definição dos preços, estratégia de cobrança e opções de pagamento, com base em objetivos econômicos, financeiros, sociais e ambientais, em convergência com as diretrizes da mobilidade urbana. Neste sentido, este Estudo traz uma análise da estrutura legal e institucional no nível federal, estadual e municipal, além de estudos de caso, análises críticas de modelos de políticas tarifárias, entre outros.

Download: link

 Estudo TPC 2 Processo licitatorio e das concessoes no TPC

Estudo TPC 2: Processo licitatório e das concessões no TPC

Neste estudo, é apresentada uma análise da estrutura legal no âmbito federal, estadual e municipal sobre licitações e concessões, buscando compreender a relação entre estes procedimentos e as diretrizes para o planejamento, regulação, financiamento e implementação de ações de gestão da mobilidade urbana. Para tanto, são apresentadas uma contextualização e base conceitual, seguidas de uma avaliação específica sobre as licitações do transporte público no Brasil ocorridas em Brasília e nos municípios de São Paulo, Belo Horizonte, e Sorocaba.

Download: link

 Estudo TPC 3 Modelos de gestao para integracao metropolitana do sistema de TPC

Estudo TPC 3: Modelos de gestão para integração metropolitana do sistema de TPC

O presente estudo é aqui apresentado com o objetivo de discutir formas adequadas a uma Aliança Metropolitana no Brasil. Para tal, a pesquisa percorre a organização dos conhecimentos necessários à caracterização do tema do transporte metropolitano no país, desde os aspectos gerais da questão metropolitana brasileira até, especificamente, os assuntos relativos aos transportes (modelos existentes de planejamento, gestão e integração).

Download: link 

Projetos Piloto
 Relatorio de Acao 1 Indicadores para concessoes no TPC

Relatório de Ação 1: Indicadores para concessões no TPC

O objetivo principal deste relatório é avaliar indicadores dos contratos de concessão vigentes e propor novos indicadores que permitam às cidades de Sorocaba e Uberlândia melhorar o desempenho, qualidade e eficiência energética do sistema de transporte público, para reverter a tendência de queda na demanda atualmente observada. Complementarmente, são feitas recomendações relativas à governança e gestão dos processos de monitoramento de indicadores adotados em ambas as cidades.

Download: link

 Relatorio de Acao 2 Gestao da informacao

Relatório de Ação 2: Gestão da informação

Como parte da etapa de implantação de ações de gestão visando a melhoria da eficiência energética nas cidades-piloto, o presente relatório refere-se ao desenvolvimento da Ação de Gestão da Informação realizada em Uberlândia - MG, contendo: descrição do trabalho realizado e resultados alcançados, além de conclusões e recomendações acerca da temática no município.

Download: link

 Relatorio de Acao 3 Integracao temporal

Relatório de Ação 3: Integração temporal

O objetivo principal da Ação Integração Temporal é subsidiar a tomada de decisão para a adoção da integração temporal no município de Uberlândia - MG por meio da consolidação de um estudo comparativo sobre modelos de integração temporal em cidades médias e grandes brasileiras e mexicanas. O Estudo comparativo busca aprofundar, em cada caso, quais foram as condicionantes para implantação da solução, as regras adotadas na remuneração de operadoras, os benefícios/impactos observados, sobretudo em relação à maior eficiência energética dos sistemas e como se dá a governança da tecnologia e dos dados produzidos no sistema.

Download: link

 Relatorio de Acao 4 Gestao de estacionamento

Relatório de Ação 4: Gestão de estacionamento

O objetivo deste Estudo é fornecer informações detalhadas sobre as questões de estacionamento em Sorocaba - SP e oferecer recomendações para melhorar as políticas e sistemas de estacionamento na via e fora da via.

As propostas contidas neste relatório seguem as melhores práticas internacionais. As recomendações apresentadas ajudarão a colocar Sorocaba em um caminho de crescimento urbano sustentável.

Download: link

 Relatorio de Acao 5 Otimizacao da rede

Relatório de Ação 5: Otimização da rede

Este documento apresenta as premissas, conceitos, metodologia e os resultados obtidos do trabalho Novas Estratégias para Configuração e Gestão do Serviço de Ônibus da Cidade de Sorocaba, desenvolvido com o objetivo de qualificar o serviço de ônibus e transformá-lo em um atrativo e efetivo Sistema de Transporte Público Coletivo.

Download: link

 Relatorio de Acao 6 Ruas completas

Relatório de Ação 6: Ruas completas

O conceito de ruas completas – também chamadas de vias integrais – considera as necessidades de todos os usuários da rua: pedestres, ciclistas, usuários do transporte coletivo, idosos e crianças, pessoas com deficiência e mobilidade reduzida e motoristas. As vias integrais foram estabelecidas como diretriz municipal no Plano Diretor de Transporte Urbano e Mobilidade de Sorocaba, em vigor desde 2016. Este Relatório aborda, entre outras ações, a implantação de projetos piloto que sirvam de referência para a melhoria das condições de caminhabilidade no município, entre os quais a implantação de um projeto de ruas completas no centro da cidade.

Download: link

Guia Técnico
 

Qualificação do Serviço de Ônibus

Este trabalho apresenta as premissas, conceitos, metodologia e os resultados obtidos do trabalho Novas Estratégias para Configuração e Gestão do Serviço de Ônibus da Cidade de Sorocaba, desenvolvido com o objetivo de qualificar o serviço de ônibus e transformá-lo em um atrativo e efetivo Sistema de Transporte Público Coletivo. O guia aborda estratégias para tal qualificação e traz o município paulista como exemplo.

Download: link

   

 

 

Fim do conteúdo da página