Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Últimas Notícias > Delegações do Mercosul debatem integração de políticas e ações para a redução de riscos de desastres
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Delegações do Mercosul debatem integração de políticas e ações para a redução de riscos de desastres

  • Publicado: Segunda, 04 de Novembro de 2019, 19h34
  • Última atualização em Segunda, 04 de Novembro de 2019, 19h34

Representantes do Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai se reúnem em Belo Horizonte. MDR lidera os esforços do País

Brasília-DF, 4/11/2019 – Representantes dos países do Mercosul se reúnem em Belo Horizonte (MG) nestas terça (4) e quarta-feira (5) para debater estratégias e a possibilidade de adoção de ações conjuntas para a mitigação e a redução de riscos de desastres. O encontro se dá no âmbito da Reunião de Ministros e Altas Autoridades de Gestão Integral de Riscos de Desastres (RMAGIR) do Mercosul. O Brasil está na presidência da instância por também ocupar a chefia temporária do bloco econômico.

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) está à frente das discussões sobre esta temática pelo governo brasileiro. A delegação nacional liderada pelo secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas.

O Brasil fará apresentações sobre a integração de cidades de fronteira para a gestão conjunta de riscos e desastres, a perspectiva de integração e compartilhamento dos serviços hidrometeorológicos no Mercosul e como está sendo a atuação da Defesa Civil Nacional no derramamento de óleo na costa litorânea do Nordeste. Também será discutida a participação do bloco econômico na Plataforma Regional para a Redução do Risco de Desastres nas Américas e Caribe (PR20).

RMAGIR

O RMAGIR nasceu em 2015 da necessidade de debater estratégias e ações que permitam a articulação das instituições dos países do bloco econômico em relação à temática. O objetivo da instância é assessorar e propor medidas, políticas e ações no Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, no mais alto nível em matéria de gestão integral de riscos de desastres.

Entre as suas atribuições também estão a proposição de políticas sub-regionais transfronteiriças na gestão integral de riscos de desastres baseadas em realidades nacionais, apoiados na troca de informações, pesquisa, inovação, experiências e assessoramento técnico e científico; e a promoção de esforços para a criação de uma plataforma Mercosul em matéria de gestão de riscos de desastres integrada pelos países do bloco.

registrado em:
Fim do conteúdo da página