Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Últimas Notícias > Ministério repassa R$ 1,12 milhão para ações do projeto ‘Juntos pelo Araguaia’
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Ministério repassa R$ 1,12 milhão para ações do projeto ‘Juntos pelo Araguaia’

  • Publicado: Sexta, 01 de Novembro de 2019, 17h14
  • Última atualização em Sexta, 01 de Novembro de 2019, 21h22

Recursos federais serão usados na identificação de áreas prioritárias para a revitalização de um dos mais importantes rios do Brasil

01 11 Rio AraguaiaBrasília-DF, 1º/11/2019 – O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) liberou, nesta sexta-feira (1º), R$ 1,12 milhão para a Universidade Federal de Viçosa (UFV) aplicar na identificação de áreas prioritárias que serão revitalizadas na região do Alto Araguaia. A ação faz parte do ‘Juntos pelo Araguaia’, lançado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, em junho. O projeto vai desempenhar atividades de recuperação da bacia hidrográfica de um dos mais importantes mananciais do Brasil. Os recursos referem-se à primeira parcela de um total de R$ 2,79 milhões em investimentos da Pasta nessa estratégia.

“A atuação integrada do Governo Federal com os estados de Goiás e do Mato Grosso, no Juntos pelo Araguaia, é um dos diferenciais. É a primeira vez que a região contará com apoio da União para a revitalização e reestruturação das áreas de preservação. Esse é um novo modelo no qual buscamos desenvolvimento aliado ao cuidado com meio ambiente”, afirma o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto.

No primeiro momento, a atuação vai focar as áreas de recarga de aquíferos e cabeceiras do Rio Araguaia. Os mapeamentos já indicam que os trabalhos de recomposição florestal e conservação de solo e água deverão ter ações iniciais em 10 mil hectares – 5 mil em cada unidade federativa. No total, os levantamentos vão abranger 2,7 milhões de hectares em 15 cidades de Goiás e outros 2,3 milhões de hectares em 12 municípios de Mato Grosso.

“A revitalização da bacia hidrográfica do Rio Araguaia é um anseio do Centro-Oeste e está em plena sinergia com as premissas e diretrizes do MDR. Neste sentido, a adoção de práticas de conservação do solo e da água, associadas à recomposição da vegetação nativa, mostram-se essenciais para a bacia”, destaca o secretário nacional de Segurança Hídrica do MDR, Marcelo Borges.

O projeto executivo está previsto para ser entregue em dezembro deste ano. O documento vai detalhar os locais, as intervenções em cada sub-bacia e os custos estimados para operação.

A bacia

Com 2.114 quilômetros de extensão, o Rio Araguaia tem sua nascente na Serra do Caparaó, entre a divisa dos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A bacia representa mais de 14% do território mato-grossense e 25% do estado goiano. Além disso, tem 77% do seu curso no Cerrado e outros 23% no bioma amazônico. Toda a área adjacente ao Araguaia tem relevante importância ecológica, turística, socioeconômica e cultural.

Todo o território nacional

A revitalização de bacias hidrográficas é uma das políticas do MDR. Equipes técnicas da Pasta têm trabalhado no Programa Nacional de Revitalização de Bacias Hidrográficas, com previsão de entrega do documento-base em 2020. Nele, deverão constar diretrizes, estratégias, metas e critérios técnicos para priorização de sub-bacias críticas. O programa visa conservar e recuperar os rios brasileiros a partir de ações integradas.

A iniciativa fomenta a formulação e implementação dos programas estaduais e distrital de revitalização de bacias hidrográficas. É neste contexto que se insere o acordo entre Governo Federal e os estados de Goiás e do Mato Grosso, como parte de uma estratégia mais ampla, pensada para todo o território nacional.

registrado em:
Fim do conteúdo da página