Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Últimas Notícias > Ministério reconhece unidade baiana como parte do projeto Polos de Agricultura Irrigada
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Ministério reconhece unidade baiana como parte do projeto Polos de Agricultura Irrigada

  • Publicado: Segunda, 21 de Outubro de 2019, 20h04
  • Última atualização em Terça, 22 de Outubro de 2019, 11h51

Publicação de Portaria oficializa apoio do Governo Federal para ações que apoiem irrigantes em 17 municípios da Bahia. Área de abrangência é de 190 mil hectares

21 10 Algodão plantadoBrasília-DF, 21/10/2019 – O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) publicou, nesta segunda-feira (21), Portaria que reconhece o Polo de Irrigação do Oeste da Bahia como uma das unidades pertencentes à iniciativa Polos de Agricultura Irrigada, que conta com apoio da Secretaria Nacional de Desenvolvimento Regional e Urbano (SDRU). A região integra produtores de 17 municípios baianos e abrange uma área de 190 mil hectares de área irrigada, tendo como destaque a produção de algodão, soja, milho, banana, limão e cacau.

O Polo de Irrigação do Oeste da Bahia foi instituído em 26 de setembro, após uma oficina que tratou da definição da área de abrangência e selecionou uma carteira de projetos para o empreendimento conjunto. O território engloba os seguintes municípios: Barra, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Cocos, Coribe, Correntina, Cristópolis, Formosa do Rio Preto, Jaborandi, Luís Eduardo Magalhães, Muquém do São Francisco, Riachão das Neves, Santa Maria da Vitória, Santa Rita de Cássia, São Desidério, São Félix do Coribe e Serra do Ramalho.

A iniciativa Polos de Agricultura Irrigada é desenvolvida pela Secretaria Nacional de Desenvolvimento Regional e Urbano. O objetivo é alavancar a agricultura irrigada a partir de um trabalho conjunto entre as organizações de irrigantes e as diversas esferas de governo. A premissa de ação é o planejamento setorial e territorial de regiões irrigadas do País, aliando as demandas dos produtores rurais com as parcerias e políticas públicas de governo. Saiba mais.

O reconhecimento dos Polos por parte do Governo Federal legitima e oficializa a necessidade dos produtores em desenvolver a área irrigada na região de abrangência do Polo. Os critérios para a escolha das localidades atendidas pelo projeto do MDR e a metodologia empregada para o planejamento das ações estão contidas na Portaria n. 1.082, de abril deste ano.

Em operação

Os Polos integram a Política Nacional de Irrigação e estão sendo instalados em regiões do Brasil que se destacam pela grande concentração de setores produtivos e áreas de irrigação privada, com ações de políticas públicas estruturantes. Atualmente, cerca de 97% da agricultura irrigada do País é feita em áreas privadas.

Além do Polo baiano, três outros já estão em operação: o Polo de Agricultura Irrigada da Bacia do Rio Santa Maria, no Rio Grande do Sul; o Polo de Irrigação Sustentável do Vale do Araguaia e o Polo de Agricultura Irrigada do Planalto Central, ambos em Goiás.

O primeiro alcança cerca de 120 mil hectares nos municípios de Cacequi, Lavras do Sul, Dom Pedrito, Rosário do Sul, São Gabriel e Santana do Livramento. O segundo integra mais de 100 mil hectares das cidades de Britânia, Jussara, Santa Fé e Montes Claros de Goiás. O último abrange 120 mil hectares espalhados por Alexânia, Cabeceiras de Goiás, Campo Alegre, Catalão, Cristalina, Flores de Goiás, Formosa, Ipameri, Luziânia, Silvânia, Vianópolis e Vila Boa.

registrado em:
Fim do conteúdo da página