Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Encontro Rumo à Habitat III: ODS 11 e o monitoramento dos indicadores de desenvolvimento urbano, São Paulo – 01 de março de 2016

Publicado: Sexta, 06 de Maio de 2016, 16h13

foto rumo habitatA Secretaria Nacional de Habitação do Ministério das Cidades (SNH MCidades) promoveu a segunda reunião presencial do Diálogo: Cidades Sustentáveis e as Políticas Nacionais de Desenvolvimento Urbano no contexto da Nova Agenda Urbana Pós-2015, durante o Encontro Rumo à Conferência Habitat III, realizado nos dias 29 de fevereiro e 01 de março de 2016, em São Paulo.

O Encontro reuniu mais de 90 especialistas que debateram temas de interesse para subsidiar a realização da Conferência Habitat III, que acontecerá em outubro de 2016. Foram organizadas 16 mesas de discussão, com destaque para a mesa 12 com o tema: "ODS 11 e o Monitoramento de Indicadores de Desenvolvimento Urbano" que contou com a participação dos peritos do Projeto Diálogos Setoriais, que trataram dos desafios para o estabelecimento de indicadores de monitoramento das políticas de infraestrutura urbana e suas contribuições para o compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), de forma articulada com a Nova Agenda Urbana.

O Perito Sênior David Satterthwaite do International Institute for Environment and Development (IIED) discorreu sobre a importância das discussões em curso sobre os indicadores que irão influenciar a atuação dos governos e das agências internacionais no processo de implementação dos ODS e problematizou a simplificação de indicadores, a necessidade de adaptação dos indicadores aos diferentes contextos, a capacidade de coleta de dados em países de renda baixa, a necessidade de dados a nível local e sobre assentamentos informais, a confusão entre indicadores que podem apoiar governos locais e outros que podem apoiar governos nacionais e os riscos da simplificação do que é mensurado pela adoção de índices sintéticos. Por fim sua exposição apontou alguns possíveis caminhos para melhoria das informações e indicadores para monitoramento dos ODS.

O Perito Júnior, Pedro Lara de Arruda do International Policy Centre for Inclusive Growth (IPC-IG), destacou a importância de uma agenda de monitoramento e avaliação de políticas urbanas para a potencialização de seus efeitos indutores de crescimento inclusivo. Sua abordagem incluiu o conceito de política urbana como vetor do crescimento inclusivo e as principais limitações relacionadas à disponibilidade de dados para gestão de políticas brasileiras de desenvolvimento urbano, capazes de demonstrar a sua contribuição para a redução das desigualdades.

A mesa foi moderada pelo Günter Meinert, Diretor do Programa de Assessoramento para Políticas de Desenvolvimento Urbano e Energia da GIZ. Ademais dos peritos do Diálogo, a mesa também contou com a participação do Consultor da Associação Nacional de Transportes Públicos ANTP, Eduardo Vasconcelos, e o Coordenador de Geografia do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, Cláudio Stenner.

Mais informações sobre o Encontro Rumo à Conferência Habitat III acesse: http://www.cidades.gov.br/habitat-iii

Fim do conteúdo da página